ASTAXANTINA

Compre por telefone: 0800 941 8998 (Ligação gratuita de todo o Brasil)

60 cápsulas

As cápsulas da ASTAXANTINA da Bothanica Mineral contêm alto teor de vitamina E, antioxidante que atua na proteção de danos causados pelos radicais livres, luteína e zeaxantina, os dois únicos carotenoides presentes nos olhos, que são órgãos altamente delicados e vulneráveis do corpo. ASTAXANTINA da Bothanica Mineral protege e previne problemas de visão, como catarata e Degeneração Macular Relacionada a Idade.


BENEFÍCIOS PARA A SAÚDE  

 

Proteção contra o envelhecimento

A astaxantina é um antioxidante natural com a maior capacidade de neutralizar os radicais livres que atacam e oxidam as células e que causam o envelhecimento e o desenvolvimento de doenças degenerativas. 

 

Melhora no desempenho esportivo

Protege e acelera o tempo de recuperação do organismo combatendo os radicais livres produzidos durante o exercício, reduz a produção e armazenamento do ácido lático que causa dor muscular e protege a mitocôndria, responsável pela produção de energia no corpo.

 

Combate a fadiga

A astaxantina é considerada a principal razão pela qual o salmão tem a energia que leva para fazer suas viagens rio acima cada ano. Formas naturais deste antioxidante também podem fornecer aos seres humanos maior resistência, aumento de força e níveis de energia, além de oferecer uma maior recuperação do exercício. 

 

Fortalecimento do sistema imunológico

Confere proteção e aumenta o número e a atividade dos glóbulos brancos, chamados de linfócitos, responsáveis pela resposta imune do corpo contra invasores, como infecções bacterianas e fúngicas. É benéfica ainda na regulação do sistema imune proativo, responsável pelo desencadeamento de reações alérgicas.

 

Prevenção e combate a doenças cardiovasculares

Atua no combate e prevenção de doenças cardiovasculares, reduzindo a pressão sanguínea e prevenindo acidentes vasculares induzidos pela hipertensão.

Estudos descobriram a capacidade da astaxantina de inibir a oxidação da lipoproteína de baixa densidade (colesterol LDL) e evitar que ele se torne arteriogênico, ajudando a proteger contra aterosclerose.  

 

Outras pesquisas têm mostrado efeitos cardioprotetores da astaxantina que podem ser atribuídos à sua atividade antioxidante e ação anti-inflamatória tal como evidenciado por uma redução nos níveis da proteína C-reativa.

 

Três meses de suplementação com astaxantina mostrou uma diminuição significativa na oxidação dos ácidos graxos e também um aumento da saudável lipoproteína de alta densidade (HDL). Além disso, os adultos com sobrepeso e obesos apresentaram uma diminuição da peroxidação lipídica, bem como um aumento no nível do antioxidante.

 

A luteína também está presente no plasma do sangue, ela desempenha função antioxidante benéfica para a saúde do coração e dos vasos sanguíneos. Antioxidantes como a luteína podem ajudar a prevenir a peroxidação, ou deterioração das gorduras e colesterol no sangue, reduzindo assim a formação de placas nas artérias. Um estudo sobre a circulação sanguínea, publicado em 2001, demonstrou que a luteína tem potencial para ajudar a prevenir o espessamento das paredes das artérias, o que daria início a aterosclerose. A luteína também pode ajudar a diminuir a progressão desta doença.

 

Proteção do sistema nervoso

Um dos poucos antioxidantes capazes de cruzar a barreira hematoencefálica, atuando diretamente na proteção do tecido cerebral, impedindo a oxidação das células do sistema nervoso. É capaz de melhorar a saúde cognitiva e atuar na prevenção de doenças como Alzheimer, Parkinson e lesão cerebral isquêmica.

 

Além disso, a astaxantina tem mostrado que promove a formação de novas células no hipocampo, uma região do cérebro essencial para a memória de longo prazo. Outras investigações revelaram quatro genes induzidos pela suplementação de astaxantina, que foram correlacionados com o aumento da memória espacial.

 

Proteção dos olhos 

A astaxantina também atravessa a barreira hematorretiniana, o que traz proteção antioxidante e anti-inflamatória para os olhos e reduz o risco de catarata, degeneração macular e cegueira.  

 

Um estudo mostrou que mulheres mais velhas que apresentam altos níveis de luteína e zeaxantina são cerca de um terço menos propensas a ter catarata do que as que apresentam níveis mais baixos da substância.

Níveis baixos de luteína são associados com a degeneração macular, uma doença ocular associada com a idade e que geralmente provoca a perda da visão. De acordo com a American Macular Degeneration Foundation, fundação americana que estuda a degeneração macular, aumentar os níveis de ingestão de luteína ou tomar suplementos deste carotenoide pode ajudar a prevenir e tratar a degeneração macular.

 

De acordo com o site americano All About Vision, especializado em estudos da visão, a degeneração macular relacionada com a idade, comumente chamada de DMRI, é a principal causa de perda de visão em pessoas com 65 anos ou mais nos Estados Unidos. 

 

Em um estudo publicado pela revista Archives of Ophthalmology, os pesquisadores descobriram que uma dieta rica em zeaxantina pode ser associada com um risco mais baixo de DMRI. 

 

Um grande estudo chamado AREDS2 mostrou também que suplementos contendo luteína e zeaxantina podem retardar a progressão da degeneração macular depois da condição já iniciada.

O National Eye Institute, instituto americano de pesquisas da visão, afirmou que, se a suplementação de zeaxantina fosse generalizada entre indivíduos com risco de desenvolver DMRI, em um período de cinco anos a perda de visão poderia ser evitada em mais de 300.000 pessoas com mais de 55 anos de idade.

Em um estudo publicado pelo Archives of Ophthalmology, os pesquisadores descobriram que uma alta ingestão de luteína, zeaxantina e vitamina E de alimentos e suplementos foi associada a uma redução significativa do risco de incidência de catarata.

Outro estudo descobriu que pessoas com dietas ricas em alimentos ricos em zeaxantina, especialmente espinafre, couve e brócolis, têm até 50% menos probabilidade de desenvolver catarata.

Proteção para a pele

A astaxantina age como um protetor interno da pele, bloqueando os raios UV e evitando danos e inflamações. Estudos clínicos também comprovam a eficiência na manutenção da umidade da pele, elasticidade, suavidade e diminuição das linhas de expressão e rugas.

 

Os olhos e a pele humana são os únicos órgãos expostos diretamente ao ambiente externo. A luteína e a zeaxantina protegem estes órgãos reforçando-os nutricionalmente. De acordo com o site americano Medical News Today, especializado em saúde e nutrição, a luteína e a zeaxantina podem ajudar a melhorar a hidratação e a elasticidade da pele, trazendo muitos benefícios. Devido a sua atividade antioxidante, a luteína e a zeaxantina podem, potencialmente, ajudar a prevenir o dano oxidativo que ocorre ao longo dos anos e leva à degeneração dos nutrientes que compõem a pele. 

 

A luteína e a zeaxantina também servem de ajuda na proteção os lipídios – óleos e gorduras que compõem a pele, de degradação oxidativa. Elas também podem ajudar a proteger a pele dos danos causados ​​pelos raios ultravioletas do sol e de poluentes encontrados no ar porque reforça o sistema de defesa da pele.

A importância da luteína e da zeaxantina para a pele se dá pela proteção contra os raios ultravioletas, sendo aliadas na prevenção do envelhecimento precoce ou desenvolvimento de câncer de pele. É importante lembrar, que o consumo ou a suplementação de luteína e zeaxantina não substitui protetor solar, que deve ser utilizado diariamente. 

Por ter uma ação importante na inativação de radicais livres, a luteína e a zeaxantina auxiliam na manutenção e renovação da pele, preservando a degradação do colágeno, deixando-a com aparência mais saudável e com a coloração mais uniforme. 

Ação anti-inflamatória

Sua ação anti-inflamatória é comprovada no sistema gastrointestinal e vascular, bem como nos olhos, rins e cérebro, sendo um poderoso aliado na prevenção de doenças neurodegenerativas e cardiovasculares. A astaxantina tem propriedades anti-inflamatórias naturais, mas ao contrário de analgésicos de prescrição, não há nenhum risco de vício, azia, ou úlceras gastrointestinais. A astaxantina bloqueia as enzimas inflamatórias COX2, enquanto, ao mesmo tempo, suprime os níveis séricos de fatores inflamatórios como o óxido nítrico, interleucina 1B, prostaglandina E2, proteína reativa C (CRP), e TNF-alfa (fator de necrose tumoral alfa), diminuindo a dor e inflamação.

Compre por telefone: 0800 941 8998 (Ligação gratuita de todo o Brasil)

Bothanica Mineral® | Av. Vereador Jose Diniz, 1370, Santo Amaro, São Paulo CEP: 04.604-001 CNPJ: 09.445.018/0001-71

Data de entrega estimada: entre 3 e 15 dias úteis (dependendo do serviço contratado)